domingo, 22 de março de 2009

Tarte Tatin

Tenho uma tia que morou na França já faz alguns (muitos anos). De volta para o Brasil, trouxe essa novidade: uma torta de maçãs em pedaços grandes, feitas de forma invertida. Agora é bem conhecida por essas bandas, mas eu lembro que fiquei maravilhada. A massa é fininha e pode ser como a da foto (um tipo de massa amanteigada) ou de massa folhada. Servida com um bom sorvete de creme, fecha qualquer refeição com chave de ouro. Ou, para os gulosos como eu, torna-se a própria refeição! Embora seja um doce bastante requintado, sua origem é humilde: segundo consta, no início do século XX, duas irmãs humildes (as senhoritas Tatin) gerenciavam um hotel (o Hotel de la Gare, em Lamotte-Beuvron); e, por ser um prato bastante barato, a confecção de torta de maçã era uma opção bem frequente. Um dia, com a casa bem cheia, bastante atrapalhada com o movimento, uma das irmãs simplesmente esqueceu de colocar a massa da torta sob as maçãs. Como não podiam disperdiçar nada, ela resolveu colocar a massa por cima das maçãs e... Grande esquecimento! Fica deliciosa.
A da foto eu aromatizei com fava de baunilha, amêndoas e nozes. Porém, as castanhas e a fava são retiradas na hora da montagem. Não dá para explicar o sabor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário