domingo, 11 de outubro de 2009

Bolo bem-casado...



O mundo é mesmo muito pequeno... São Paulo, uma província: através desse blog uma gentilíssima Carola me encomendou um bolo bem casado para comemorar seu aniversário. Quando fomos combinar a entrega, descobrimos que somos praticamente vizinhas!!! Adorei a coincidência.
Assim que o bolo ficou pronto, mandei um e-mail para ela com a foto do bolo que eu ia entregar em minutos. Porém, por um lapso, encaminhei a foto de outro bolo bem casado, que estava também recém feito e que eu iria levar a um almoço.
Corrigi a falha encaminhando outro e-mail com a foto daquele que ela tinha visto no blog e encomendado. Mas, disse a ela que ela poderia escolher qual lhe fosse mais simpático. Ela escolheu o da segunda foto e me mandou um carinhosíssimo e-mail no dia seguinte dizendo que havia sido o maior sucesso!!!
Amei, lógico!
É que esse bolo é feito com a massa "das antigas", receita da minha Nona, e usado em 90% dos bolos de antigamente: colchão de noiva, ou pão-de-ló português. É feito com muitos ovos, com fécula de batata, leite A de primeira qualidade e nada de farinha. Para o bolo branco, escolhido pela Carola, foram usados 18 ovos!!! Mas, o resultado é muuuiiitoo bom...parece uma nuvem de tão macio. E, o recheio é um doce de leite caseiro e tirado antes do ponto para ficar bem cremoso.
Além disso, não vai nada daquela calda de água e açúcar utilizada nos bens casados servidos hoje nos casamentos, que acaba resultando num bolinho encharcado e dulcíssimo.

Por falar em bolo colchão de noiva, estava esses dias vendo o blog "panela de cobre" (www.paneladecobre.blogspot.com) de muitíssimo bom gosto, por sinal, e veio à tona o bolo de rolo, especialidade do nordeste do Brasil, especificamente de Pernambuco.
Esse bolo foi introduzido em Pernambuco pelos portugueses, tendo ficado restrito aos senhores de engenho e, depois, à casta governante por muito tempo; passando a se tornar popular só posteriormente. A curiosidade é que o bolo de rolo foi reconhecido como patrimônio imaterial de Pernambuco. Tudo isso, para dizer que me deu vontade de fazer essa iguaria novamente. Confesso que só fiz uma vez. Mas, como, inspirada pelo Daniel do "panela de cobre", comprei na feira umas goiabas no ponto, ótimas para fazer goiabada podem aguardar o bolo para bem breve!!!

E, por fim, desculpem as fotos: foram tiradas de meu celular, pois a câmera está no conserto. Que droga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário