terça-feira, 16 de junho de 2015

Bem Casado - todos os segredos e dicas!




Bem casado (ou bem nascido) parece um docinho bem ingênuo, simplesinho de fazer. Ledo engano. Não é que seja difícil, longe disso. Mas é temperamental. Os passos precisam ser seguidos super à risca para que a gente consiga chegar num resultado maravilhoso.

A receita tradicional, que é aquela que vai sem fermento, é a mais saborosa na minha opinião. É a que resulta num bolinho macio, de sabor delicioso e delicado e que desmancha na boca. Essa maciez vem dos ovos muuuuuito bem batidos, da pouca quantidade da farinha e do uso da fécula de batata. A fécula de batata é um espessante natural, assim como o amido de milho. Embora ambos sejam espessantes, tanto o amido (que é um espessante aéreo, pois é extraído das partes comestíveis aéreas dos vegetais), como a fécula ( que é um espessante subterrâneo, pois é extraído das partes comestíveis subterrâneas dos vegetais - raízes, tubérculos), eu prefiro o uso da fécula de batata ao uso ao do amido de milho, pois  esta não contém ingredientes transgênicos. Mas, na falta de um, pode usar o outro.

O recheio...Não sou contra as inovações nos recheios, mas confesso que tenho um apego à tradição. Quando você morde um bem casado, espera o sabor do doce de leite (sem coco, sem castanhas etc). Não é verdade? Então, um doce de leite de excelente qualidade é a melhor cola para esse bolinho, é o casamento perfeito, é...um bem casado!

Vou mostrar aqui todos os passos, os ingredientes e a forma que eu faço. Não pule nenhuma etapa, tenha paciência a você não vai se arrepender!



Vamos à receita.

INGREDIENTES

Massa (faz vinte bem casados - 40 solteiros hahaha)

- 2 gemas
- 2 ovos inteiros
- 100 grs de açúcar
- 1 colher de sopa de açúcar vanille
- 1 colher de sopa de extrato de baunilha
- 80 grs de farinha de trigo
- 50 grs de fécula de batata

Calda (pode regar até 100 bem casados - adapte para a quantidade que precisar)

- 400 ml de água
- 1 colher de sopa de suco de limão
- 125 grs de açúcar cristal

MODO DE FAZER

Bolo

Separe duas gemas, descartando as claras. Dos outros dois ovos, separe as claras das gemas, reservando as claras. Passe as gemas todas por uma peneira, sem apertar com a colher, deixe-as escorrer normalmente. Junte as duas claras com as 4 gemas peneiradas e os 100 grs de açúcar na vasilha da batedeira e bata em velocidade máxima por 20 minutos (não menos que isso!). Misture em uma vasilha à parte os demais ingredientes, exceto o extrato de baunilha e peneire-os. Aqui peneirar faz diferença! Após as claras estarem batidas, tire da batedeira e fora dela, sem voltar, junte delicadamente o extrato de baunilha e os ingredientes secos, misturando tudo com um fouet apenas até estar tudo incorporado. Coloque em uma assadeira retangular de 30 x 45 cm, de parede baixa (como as assadeiras para rocambole, biscoito, bolo de rolo), untada com manteiga, forrada com papel manteiga e untada novamente muito bem sobre o papel manteiga. Espalhe bem direitinho com uma espátula, acertando a superfície. Leve ao forno pré aquecido a 180ºC e asse por 10 minutos (faça o teste do palito no centro da massa). O bolo não fica corado, fica bem clarinho. Retire do forno e deixe esfriar completamente.
Após estar bem frio, cortar com um cortador redondo de 5 cm de diâmetro. E ir colocando as bandinhas sobre uma assadeira polvilhada com açúcar peneirado. Feito isso, recheie com doce de leite e una as metades. Tudo com cuidado, pois é uma massinha muito delicada. Reserve até o dia seguinte em local arejado (não ponha na geladeira).

Calda

No dia seguinte, fazer uma calda levando ao fogo a água, o açúcar e o suco de limão até levantar fervura, com bolhas por toda a panela, inclusive no centro. Após ter levantado fervura, tire a panela do fogo e a coloque sobre uma frigideira com água fervente, fazendo um banho maria. Isso é necessário porque a calda engrossa na medida em que esfria. Feito isso, comece a banhar os bolinhos, mergulhando-os rapidamente pela calda e depositando-os sobre um tapete de silicone ou sobre papel manteiga. Deixe secar por 8 horas. Então vire-os, colocando a parte que já secou, aquela que estava por cima, virada para baixo, sobre uma grade, para secar do outro lado. Deixe secar por mais 10 horas no mínimo. Se o dia estiver úmido, levará mais tempo para secar. Você saberá que secou se não sentir o bolinho melado quando tocar.
Só então poderá embrulhar. Mas, eles devem ser passados por papel de seda branco ou por celofane antes de serem envolvidos por qualquer papel colorido, especialmente se for utilizar papel crepom (neste caso o celofane é o mais indicado!). Isto é muito importante para evitar que os corantes do papel sejam absorvidos pelos bolinhos.



O ideal é fazer de 3 a 4 dias antes da data que pretenda servir ou entregar (se for vender), para garantir que fiquem sequinhos (pois o tempo úmido realmente atrapalha). Se quiser acelerar o processo, pode posicionar um ventilador (com as hélices absolutamente limpas, para não voar nenhum pozinho sobre o doce) em velocidade baixa na direção dos bolinho, ou, ainda, colocar um desumidificador de ambientes no local onde for deixar eles secarem (é o que eu faço). Mas ainda assim espere até estarem bem sequinhos.

Tomara que gostem, que aproveitem, que façam os outros felizes comendo e vocês mesmos felizes (comendo, vendo os outros comerem ou ganhando uma graninha vendendo!). Depois me contem!!



7 comentários:

  1. Que delicia de bem-casados, Marina! É verdade, sempre que como um, espero o tradicional recheio de doce de leite. Parabéns pelo capricho! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. coisa mais linda, eu também gosto com doce de leite, o tradicional. fotos maravilhosas, bj

    ResponderExcluir
  3. Que delicia, deu água na boca.
    Vou fazer.

    Bjos * *

    ResponderExcluir
  4. esse é aquele tipo biscoito? não NÉ?

    ResponderExcluir
  5. esse é aquele tipo biscoito? não NÉ?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eles são mergulhados na calda já com o recheio mesmo?

    ResponderExcluir